60 anos de Senalba MG

60 Anos de Luta e Resiliência: O Legado de um Sindicato aguerrido

Neste ano, celebramos um marco significativo em nossa hist√≥ria de luta e resist√™ncia: o sexag√©simo anivers√°rio do do Senalba Minas Gerais. Nossos sessenta anos de exist√™ncia s√£o mais do que um simples n√ļmero, s√£o testemunho da dedica√ß√£o inabal√°vel √† defesa dos direitos trabalhistas e da incans√°vel batalha pela dignidade e justi√ßa social. 

O Senalba MG, nasceu em 20 de Fevereiro de 1964, pouco tempo depois j√° teve que enfrentar uma √©poca extremamente dif√≠cil, a ditadura militar no Brasil, que teve in√≠cio em 1964 e que durou at√© meados da d√©cada de 1980. Nesse tempo, os sindicatos enfrentaram uma s√©rie de desafios e persegui√ß√Ķes.

O regime militar imp√īs restri√ß√Ķes √†s organiza√ß√Ķes sindicais como parte de sua pol√≠tica de repress√£o e controle da sociedade civil. Uma das primeiras medidas adotadas pelo golpe militar, foi a interven√ß√£o nos sindicatos e a imposi√ß√£o de lideran√ßas oportunistas, alinhadas com os interesses do regime. Neste tempo, muitos l√≠deres sindicais foram presos, torturados e at√© mesmo mortos por resistirem ao autoritarismo e defenderem os direitos dos trabalhadores. Inclusive, nosso ilustre presidente Luiz In√°cio Lula da Silva.

Al√©m disso, uma s√©rie de leis e decretos que limitavam severamente a liberdade de associa√ß√£o e o direito de greve foram implantados. As atividades sindicais foram fortemente monitoradas e reprimidas, tornando extremamente dif√≠cil para os trabalhadores se organizarem e lutarem por seus direitos. Em meio a tudo isso o Senalba MG se manteve vivo e aguerrido, resistindo bravamente √† repress√£o e continuando a lutar pelos direitos dos trabalhadores, muitas vezes operando clandestinamente e enfrentando os riscos existentes. Essas a√ß√Ķes desempenharam um papel importante na resist√™ncia ao regime militar e na luta pela redemocratiza√ß√£o do Brasil.

Por isso, n√£o podemos esquecer que o papel dos sindicatos na defesa dos direitos dos trabalhadores √© fundamental em qualquer sociedade. Eles desempenham um papel crucial na prote√ß√£o dos interesses dos trabalhadores, garantindo condi√ß√Ķes de trabalho justas, sal√°rios dignos e a defesa do emprego e dos benef√≠cios. O Senalba tamb√©m participou ativamente da funda√ß√£o CUT (Central √önica dos Trabalhadores), que fortaleceu as a√ß√Ķes sindicais brasileiras.

Dentre as v√°rias a√ß√Ķes importantes que desempenhamos, destacamos ainda o apoio jur√≠dico aos trabalhadores, principalmente em momentos de extrema vulnerabilidade, como situa√ß√Ķes de ass√©dio moral e sexual, atraso de sal√°rio, falta de pagamentos de verbas rescis√≥rias dentre outras atrocidades, al√©m da a representa√ß√£o em negocia√ß√Ķes coletivas e a organiza√ß√£o de a√ß√Ķes para pressionar por mudan√ßas legislativas e pol√≠ticas que beneficiem os trabalhadores e a Democracia.

Além disso, os sindicatos desempenham um papel importante na construção de solidariedade entre os trabalhadores, promovendo a união e a cooperação em face de desafios comuns. Além de instruí-los a defenderem seus próprios interesses.

Desde a sua funda√ß√£o, o SenalbaMG tem sido uma voz poderosa em meio √†s adversidades. Sobreviveu a tempos sombrios, desafiando a repress√£o, resistindo √†s investidas de um governo de extrema direita que sucateou o sindicalismo brasileiro e enfrentando bravamente aos ataques contra os direitos dos trabalhadores, como a vergonhosa reforma trabalhista, promovida pelo golpista Michel Temer, que trouxe um grande retrocesso nos direitos j√° garantidos pela lei. Essas reformas visaram enfraquecer os sindicatos e diminuir sua capacidade de negocia√ß√£o, o que pode resultou em condi√ß√Ķes de trabalho prec√°rias e sal√°rios mais baixos.

Esta reforma, facilitou a terceirização e flexibilizou as regras para contratação de trabalhadores temporários, o que enfraqueceu a capacidade de negociação dos sindicatos e contribuiu para a precarização do trabalho em muitos setores, isto porque possibilitou mudanças significativas na legislação trabalhista brasileira, reduzindo a capacidade de financiamento dos sindicatos. O Senalba precisou fechar suas subsedes e finalizar o atendimento presencial nessas localidades, para seguir em frente, sem contudo, deixar de encaminhar as demandas dos trabalhadores desses locais.

Uma das perdas mais significativas neste processo, foi o fim das homologa√ß√Ķes nos sindicatos, com isso o trabalhador perdeu um apoio jur√≠dico imprescind√≠vel no acompanhamento do ato rescis√≥rio, um dos momentos mais dif√≠ceis da sua jornada laboral. 

Como se n√£o bastasse, ainda enfrentamos, junto √†s institui√ß√Ķes da sociedade, um governo Bolsonarista que promovia, como na √©poca da ditadura, uma intensa campanha de fake news e repress√£o, que buscava desacreditar os sindicatos e retrat√°-los como agentes de retrocesso e inimigos dos trabalhadores. Isso contribuiu para minar o apoio popular aos sindicatos e enfraqueceu nossa capacidade de mobiliza√ß√£o, mas sa√≠mos vitoriosos desse pesadelo.

Durante este per√≠odo, n√£o podemos deixar de lembrar da pandemia, um momento √≠mpar em nossa hist√≥ria, onde precisamos lutar contra um v√≠rus mortal, que al√©m de ceifar muitas vidas, refletiu nos direitos trabalhistas, maximizando os postos de teletrabalho que apresentavam diversos problemas como o aumento dos gastos com internet, luz el√©trica que n√£o eram recompensados e as jornadas intermin√°veis que acabaram adoecendo ainda mais os trabalhadores.   

Alguns dos obst√°culos pelos quais passamos nesses sessenta anos de exist√™ncia, tamb√©m vieram dos sindicatos pelegos, que fingem representar os trabalhadores, mas na verdade est√£o a servi√ßo dos patr√Ķes. Muitos tentaram desmobilizar a nossa base, principalmente na assist√™ncia social, com intuito de arrecadar recursos √†s custas dos direitos dos trabalhadores. Contra estes, estamos atentos e  continuaremos combatendo essa pr√°tica.

A luta pela manutenção dos direitos trabalhistas e pelo estado democratico de direito, continua sendo uma batalha importante em um contexto de constantes desafios e mudanças no mundo do trabalho, não podemos baixar a guarda.

Em cada dificuldade que relatamos acima e em todas as outras pelas quais passamos, o Senalba MG ergueu-se ainda mais forte. Em cada batalha, em cada negociação, em cada protesto, o sindicato permaneceu firme em seu compromisso inabalável com aqueles que são a espinha dorsal de nossa sociedade: os trabalhadores. Somos gratos pela coragem e dedicação de cada membro da diretoria que passou por aqui e que enfrentou essas batalhas, se levantando em defesa dos direitos, da dignidade e igualdade da nossa Base.

Sendo assim, √† medida que celebramos este anivers√°rio, n√£o apenas refletimos sobre as batalhas do passado, mas tamb√©m olhamos para o futuro com vigor renovado. Os desafios podem mudar, mas a miss√£o deste sindicato permanece inalterada: continuar sendo uma voz forte e acolhedora para os trabalhadores, independentemente das circunst√Ęncias.

Parab√©ns a todos trabalhadores, da base do SenalbaMG, que os pr√≥ximos sessenta anos sejam marcados por mais conquistas, mais solidariedade e mais justi√ßa social e democracia. Que este sindicato continue sendo um s√≠mbolo de esperan√ßa e resist√™ncia, inspirando gera√ß√Ķes futuras a lutar por um mundo onde o trabalho seja valorizado e os direitos dos trabalhadores sejam respeitados. Que este legado perdure e inspire muitas gera√ß√Ķes.

plugins premium WordPress